Outubro Rosa Discultura


O mês de outubro tem várias datas importantes, e o “Outubro Rosa” é com certeza uma dessas datas.  Esse movimento começou na década de 1990, onde a população foi se conscientizando sobre o câncer de mama, e as políticas públicas se intensifica para proporcionar maiores acessos ao diagnostico e tratamento, diminuindo assim o número de mulheres vítimas de câncer.

    Hoje vamos falar de como prevenir a doença, dos sintomas, a detecção precoce.

  • COMO PREVENIR:

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama pode ser prevenido com alguns hábitos saudáveis, como: praticar atividade física regularmente, ter uma alimentação saudável, manter o peso adequado de acordo com sua altura, não consumir bebidas alcoólica e amamentar.

  • SINAIS E SINTOMAS:

É sempre importante as mulheres observarem suas mamas sempre que estiverem confortáveis para tal, seja no banho, na troca de roupa ou antes mesmo de dormir. Os principais sintomas e causas são:

  1. Caroço fixo, duro e indolor;
  2. Pele da mama avermelhada;
  3. Alterações no mamilo;
  4. Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;
  5. Saída espontânea de líquido dos mamilos.
  • DETECÇÃO PRECOCE:

É feita pela mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas), em mulheres de 50 a 69 anos de dois em dois anos. Conheça os benefícios e riscos desse exame:

             BENEFÍCIOS

  1. Encontrar o câncer no inicio e ter o tratamento menos agressivo;
  2. Menor chance da paciente morrer com câncer de mama, devido a detecção no estágio inicial.

RISCOS:

  1. Suspeita de câncer de mama. Isso requer outros exames, sem que se confirme a doença. Esse alarme falso (resultado falso positivo) gera ansiedade e estresse.
  2. Câncer existente, mas resultado normal (resultado falso negativo). Esse erro gera falsa segurança à mulher.
  3. Ser diagnosticada e submetida a tratamento, com cirurgia (retirada parcial ou total da mama), quimioterapia e/ou radioterapia, de um câncer que não ameaçaria a vida. Isso ocorre em virtude do crescimento lento de certos tipos de câncer de mama
  4. Exposição aos Raios X. Raramente causa câncer, mas há um discreto aumento do risco quanto mais frequente é a exposição.
  • O que aumenta o risco?

O câncer de mama pode ter diferentes causas, a mais conhecida é pela idade em que a mulher se encontra (cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos). Outros fatores que aumentam o risco da saúde são:

Fatores ambientais e comportamentais:

  1. Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  2. Sedentarismo (não fazer exercícios);
  3. Consumo de bebida alcoólica;
  4. Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

Fatores da história reprodutiva e hormonal:

  1. Primeira menstruação antes de 12 anos;
  2. Não ter tido filhos;
  3. Primeira gravidez após os 30 anos;
  4. Não ter amamentado;
  5. Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
  6. Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
  7. Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Fatores genéticos e hereditários*:

  1. História familiar de câncer de ovário;
  2. Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  3. História familiar de câncer de mama em homens;
  4. Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

*A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos/ hereditários é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama.

O dia internacional da prevenção contra o câncer foi dia 19, mude sua foto do perfil, use o laço rosa e lembre a todas de cuidar da própria saúde.

 

Fonte: http://www.inca.gov.br/outubro-rosa/


Discultura Comércio e Representações LTDA, CNPJ: 13.413.398/0001-30, Inscrição Estadual: 12.028.197.
Praça Flávio Silvany, 50, Centro, Itaberaba-BA. | sac@discultura.com.br